Blog

Você conhece o Pato-Mergulhão?

Icone Relogio 27 de março de 2019

O Pato-Mergulhão é uma das espécies de aves aquáticas mais ameaçadas do mundo, considerada criticamente em perigo de acordo com a lista vermelha da IUCN. Estima-se que hoje existam apenas cerca de 250 aves em vida livre.

No Brasil, ele apenas é encontrado nas regiões da Serra da Canastra (MG), Patrocínio (MG), Chapada dos Veadeiros (GO) e no Jalapão (TO).

 

Por que o Pato-Mergulhão está ameaçado de extinção?

Para viver, o Pato-Mergulhão depende de águas limpas e transparentes que permitem que ele enxergue os peixes para caçar e se alimentar. Por isso, eles gostam de rios com corredeiras e vegetação nas margens.

Contudo, ultimamente, devido ao avanço das cidades, destruição das matas nativas, mineração, turismo e assoreamento dos rios, este habitat está se tornando cada vez mais escasso, deixando a sobrevivência da espécie está em risco.

Quais as características e curiosidades dessa espécie?

O Pato-Mergulhão tem como característica seu longo penacho no alto da cabeça e um bico alongado e serrilhado. É justamente esse bico diferente que permite o pato capturar os peixes enquanto mergulha embaixo d’água.

Nas áreas preservadas, ele pode ser visto descansando (quando não está mergulhando em busca de alimentos) sobre as pedras no meio do rio.

Outra curiosidade é que o Pato-Mergulhão é monogâmico, ou seja, tem apenas um parceiro ao longo da vida. O período de reprodução acontece entre os meses de maio e setembro, que são os meses em que os rios estarão mais cheios, devido às grandes chuvas nesta época do ano na região onde moram.

 

Como ajudar o Pato-Mergulhão?

Hoje uma das principais esperanças de evitar a extinção dessa espécie é o projeto de conservação ex situ, que envolve a manutenção, manejo e reprodução destes animais sob cuidados humanos. O Zooparque Itatiba trabalha em parceria com o ICMBio e é a única instituição no mundo a manter esta ave tão ameaçada sob seus cuidados.

No Zooparque contamos com 25 patos-mergulhões adultos, mostrando o sucesso do programa reprodutivo. Este resultado só é possível através do empenho do zoo em criar viveiros que reproduzem fielmente o habitat natural da espécie e da alimentação e manutenção adequados. Além disso, todo trabalho é realizado e acompanhado por uma equipe técnica especializada nos cuidados com esta ave.

Mas é claro que, além dessas iniciativas, é fundamental buscarmos conter a degradação dos rios e das matas, reduzindo a poluição das águas e o avanço desenfreado da agricultura e da expansão das cidades.

Devido aos cuidados específicos que os patos-mergulhões precisam receber aqui no Zooparque, os recintos ficam em uma área de bastidores que não é aberta à visitação pública, para assim preservar o comportamento natural da espécie em vida livre. Porém os visitantes podem acompanhar as novidades do projeto pelo nosso site e redes sociais.

O Pato-mergulhão faz parte de um projeto de conservação reconhecido internacionalmente, visando a reintrodução dos futuros filhotes na natureza.

Quer saber mais sobre esta espécie? Acesse a aba Conservação em nosso site:

https://zooparque.com.br/conservacao/

 

Você gostou de conhecer melhor o Pato Mergulhão? Então compartilhe essas dicas com os seus amigos e ajude a proteger essa espécie.

 

Fotos: Kleber Fernandes

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *