Blog

Por que levar os estudantes para atividades fora da sala de aula?

Icone Relogio 14 de setembro de 2018

Você já imaginou que as atividades ao ar livre podem ajudar os seus alunos a aprenderem mais e até a desenvolverem outros tipos de conhecimentos? Pois é justamente isso o que mostrou um estudo realizado em Sidney.

De acordo com a pesquisadora australiana e também com os dados levantados por pesquisadores da USP, as atividades feitas em ambientes externos conseguem:

  • ampliar as possibilidades de conexões, melhorando o processo de aprendizagem;
  • reconectar a criança à natureza, desenvolvendo de forma mais crítica e humana a ideia de sustentabilidade;
  • tornar os conhecimentos sobre diversas disciplinas mais interessantes e “palpáveis”, já que o estudante poderá “ver na prática” a aplicação dos conceitos. Por exemplo, aprendendo Física ou Matemática com os acontecimentos da natureza, ou Biologia analisando a fauna e a flora;
  • desenvolver outros sentidos, como audição, olfato e tato;
  • melhorar as habilidades de trabalho em grupo e de autonomia, ampliando a capacidade ética e moral.

Por tudo isso, vários países adotam as atividades ao ar livre como parte integrante dos currículos educacionais.

Na Finlândia, por exemplo, todos os alunos do ensino primário devem passar, no mínimo, 25% do tempo de aula ao ar livre. No Canadá, uma escola de Stockholm construiu uma sala de aula ao ar livre, usada para atividades de todas as disciplinas do currículo. E a tendência é que isso se torne cada vez mais presente em todos os países.

Já está convencido da importância de “mudar de ares” para melhorar o aprendizado e o desenvolvimento dos seus alunos? Entre em contato e agende uma visita ao nosso zoológico!

2 Comentários

  • Rosana disse:

    É possível visitar o zooparque com alunos cadeirantes?

    • zooparque disse:

      Olá Rosana, como vai? Primeiramente obrigado pelo contato. A trilha de caminhada é de 3km, seu solo é composto por pedriscos e paralelepípedo. Sua duração é de 2 horas aproximadamente. O acesso com carrinhos de bebê ou cadeirantes exige esforço, por conta disso não cobramos ingresso para pessoas cadeirantes. Pedimos desculpas pelo transtorno.

  • Deixe seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *